Fazer uma boa redação dissertativa

Enem

Quer saber como escrever uma boa redação dissertativa?

Na hora de escrever uma boa redação dissertativa, muitas são as qualidades que ela deve apresentar e defeitos que deve evitar. Somente observando todas essas coisas é que o candidato, seja no Enem, vestibular ou concurso público, terá sucesso e, consequentemente, uma nota alta. De tudo que se pode esperar de um texto, algo que ele não pode deixar de ter é textualidade.

O que são elementos da textualidade

O ato da escrita requer um exercício constante de aperfeiçoamento, por isso é importante reescrever o texto quantas vezes for necessário. Há algumas noções importantes a ser observadas a seguir.

A clareza das idéias é obtida com o uso de palavras selecionadas e de construções bem elaboradas, para que o texto se torne conciso, coerente, sem ambiguidades indevidas ou indesejadas.

A originalidade prevalece quando não são usadas formas e frases desgastadas ou quando não são repetidas várias vezes algumas construções no texto, como o emprego excessivo da voz passiva.

É importante escrever com criatividade, escolher palavras sem rebuscamentos, pedantismos vocabulares ou erudição extremada e evitar modismos, lugares-comuns ou chavões. Quando para impressionar o leitor recorre-se a termos considerados difíceis, pode-se conseguir o efeito oposto, levando quem lê o texto a acreditar que por trás de tais palavras há pouco conteúdo. E ainda se corre o risco de comprometer a compreensão.

Além desses critérios, para criar um bom texto é necessário adequar a linguagem, observando a finalidade do texto e a intenção comunicativa para que a produção textual atinja, de forma satisfatória, o(s) interlocutor (es).

Nem sempre textos gramaticalmente corretos podem ser considerados bons, e vice-versa. Por exemplo, uma frase de impacto em anúncio publicitário pode apresentar uma construção considerada gramaticalmente incorreta em relação à norma culta mas cumprir a função a que se destina.

Alguns julgam que ler muito capacita a pessoa a produzir bons textos. Porém, a leitura não representa a fórmula ideal para essa produção, embora aumente a capacidade de expressão, enriqueça o vocabulário, amplie o conhecimento e forneça dados e informações.

Saber ler e interpretar grande variedade de gêneros textuais, compreender o processo de elaboração de textos, assimilar os recursos de produção e os efeitos significativos são alguns dos meios para criar novos textos com um estilo pessoal.

A maneira como são articuladas as idéias por meio das palavras e das frases é que determina se a estrutura da textualidade foi atingida, ou se, ao contrário, há apenas um amontoado de frases desconexas e não uma unidade de sentido. Aqui em nosso site falamos bastante sobre como ser mais produtivo nos estudos, apresentamos técnicas de estudo que funcionam no Enem e até mesmo indicamos outros artigos que você pode acessar para estudar de forma mais eficaz e com resultados melhores como o curso Segredos do Enem. Acompanhe sempre nosso site e bons estudos.

Logo abaixo, serão vistos alguns problemas frequentes de construção do texto e alguns dos principais elementos que estruturam a textualidade.

 

 

Dominar a arte da escrita é um tarefa que exige prática e dedicação. No entanto, conhecer seu lado teórico é demasiadamente primordial. Abaixo você encontra um resumo desta teoria com 7 simples passos para aprender como escrever uma boa redação dissertativa  a partir do zero.

➡ Veja aqui como fazer a redação do Enem

Aplique-a em seu trabalho, porém não se esqueça: você precisará fazer a sua parte, isto é, redigir.

1 – Simplicidade

Use palavras conhecidas e adequadas. Escreva com simplicidade. Para que se tenha bom domínio, prefira frases curtas. Amarre as frases, organizando as princípios. Cuidado para não mudar de objeto de repente. Conduza o leitor de maneira leve pela linha de argumentação.

2 – Clareza

O ponto principal aqui está em não deixar nada subentendido, nem imaginar que o leitor sabe o que você almeja dizer. Evidencie todo o teor da sua escrita. Lembre-se: você está comunicando a sua opinião, falando de suas idéias, narrando um fato. O mas importante é fazer-se entender.

3 – Objetividade

Você deve expressar o máximo de teor com o menor número de palavras possíveis. Por consequência não repita princípios, não use palavras demais ou outras coisas que só para aumentem as linhas. Concentre-se no que é verdadeiramente necessário para o escrito. A pesquisa prévia ajuda a escolher melhor o que se deve usar.

4 – Unidade

Não esqueça, o artigo deve ter unidade, por mais longo que seja. Você deve pautar uma linha harmônica do começo ao final do escrito. Não pode perder de vista essa trajetória. Por consequência, muita atenção no que escreve para não se perder e fugir do matéria. Expulsar o desnecessário é um dos caminhos para não se perder. Para não errar, use a seguinte ordem: introdução, argumentação e conclusão da teoria.

5 – Congruência

A congruência (coesão) entre todas as partes de seu escrito, é fator primordial para se redigir bem. É necessário que elas formem um todo. Para isso, é necessário estabelecer uma ordem com finalidade de as princípios se completem e formem o corpo do texto. Explique, mostre as causas e as consequências.

Exemplos: Obedecer uma ordem cronológica é um forma de se assestar continuamente, mesmo que não ser criativa. Nesta linha, parta do geral para o particular, do objetivo para o subjetivo, do concreto para o abstrato. Use figuras de linguagem para que o artigo fique interessante. As metáforas também enriquecem a redação no caso da narração.

6 – Ênfase

Procure invocar a atenção para o matéria com palavras fortes, cheias de significado, particularmente no início da narrativa. Use o mesmo recurso para primar trechos importantes. Uma boa epílogo é precípuo para mostrar a relevância do matéria escolhido. Remeter o ledor à teoria inicial é uma boa maneira de fechar o escrito.

7 – Leia e Releia

Lembre-se, é fundamental pensar, planejar, redigir e reler seu texto. Mesmo com todos e cada um dos cuidados, deve ser que você não consiga se expressar de forma clara e concisa. A pressa deve atrapalhar. Com calma, verifique se os períodos não ficaram longos, obscuros. Veja se você não repetiu palavras e princípios. Ao passo que você relê o escrito, essas falhas aparecem, até, falhas de ortografia e acentuação.

Não se apegue ao escrito. Refaça se for preciso. Não tenha preguiça, passe tudo a limpo quantas vezes forem precisas. No computador, esta tarefa se torna mas fácil. Faça constantemente uma imitação do escrito original. Desta forma você se sentirá à vontade para corrigir quanto quiser, pois sabe que sempre poderá regressar atrás.

Veja: Como fazer uma boa redação no vestibular ( http://southkoreangrandprix.com/video )

Veja também:

  • Como fazer a introdução da redação
  • Como fazer a conclusão da redação
  • Desenvolvimento da redação
  • Estrutura de uma Redação
  • Os 10 Pecados em uma Redação
  • A Redação do Enem
Fazer uma boa redação dissertativa
5 (100%) 1 vote

No Comments

Leave a Reply

cinco − 5 =